2017 TODOS OS DIRETOS RESERVADOS PARA INVERNO PRODUÇÕES • CONCEPÇÃO VISUAL POR DESIGNORAMA® 

  • White YouTube Icon
  • White Facebook Icon
  • White Instagram Icon

REGULAMENTO

PRÊMIO DO HUMOR 

RIO DE JANEIRO |SÃO PAULO

 

O Prêmio do Humor é destinado aos melhores artistas e espetáculos teatrais de humor na cidade do Rio de Janeiro e São Paulo que tenham estreado entre 1º de janeiro e 31 de dezembro de 2018 . 

CRITÉRIOS GERAIS 


O número mínimo de apresentações para que um espetáculo seja elegível como indicados aos prêmios é de 12 apresentações entre 2017 e 2018, sendo necessárias 6 (seis) apresentações mínimas em 2018.
 

Todas as peças elegíveis serão assistidas por, ao menos, um integrante do júri, os quais poderão indicá-la aos demais jurados, caso julguem-na um potencial concorrente a uma das categorias do prêmio.
 

A comissão julgadora indicará no mínimo dois concorrentes em cada categoria.
Tanto para a indicação quanto para a premiação, é fundamental que cada concorrente obtenha

metade mais um dos votos dos jurados.
 

A entrega de prêmios será realizada no início do ano seguinte à temporada em questão. 

CATEGORIAS 


São cinco as categorias premiadas:

 

• Melhor texto

 

• Melhor Direção: (nesta categoria concorrem os diretores cênicos das peças teatrais declamadas e os diretores cênicos de espetáculos musicais)

 

• Melhor performance

 

• Melhor Espetáculo


• Prêmio especial – categoria onde se enquadram prêmios específicos que o júri queira destacar e que não se encaixem nas categorias acima.

Além das cinco categorias específicas, o Prêmio do Humor, a cada festa de premiação, fará uma homenagem especial a uma personalidade da área de comédia. Para esta indicação não

haverá premiação financeira, apenas será entregue um troféu ao(a) agraciado(a).

 

A comissão julgadora será composta de cinco membros, convidadas pelo ator e comediante Fábio Porchat, entre artistas, personalidades ligadas ao teatro e ao mundo cultural brasileiro, e críticos.

É vedado a qualquer membro do júri votar em qualquer categoria de espetáculo do qual tenha participado.

 

O humorista Fabio Porchat, por ser idealizador e Diretor Geral do Prêmio do Humor, não concorrerá nunca em nenhuma categoria individual.

 

O júri deverá se reunir pelo menos três vezes por ano. No fim do ano para proclamar os indicados e uma última reunião, (reunião final) que proclamará os vencedores, será realizada no dia anterior ao próprio dia da entrega dos prêmios quando então serão entregues os envelopes com os nomes dos vencedores ao Fábio Porchat.

 

Tanto para indicação quanto para a premiação, é fundamental que cada concorrente obtenha metade mais um dos votos dos jurados. Serão realizados tantos escrutínios quantos necessários, com a sucessiva eliminação dos menos votados, até que se atinja essa maioria.

 

O valor bruto do prêmio é de R$ 5.000,00 para cada um dos premiados.
O júri é soberano em suas decisões não cabendo nenhum tipo de recurso perante estas.